• Home
  • Notícias
  • ESTIAGEM: Jacuizinho decreta situação de emergência

ESTIAGEM: Jacuizinho decreta situação de emergência

Na manhã desta terça-feira, 08 de fevereiro, o Prefeito em exercício Aroldo De Moraes, juntamente com o Secretário de Agricultura e Coordenador da Defesa Civil no município, Alencar Teleken, efetivaram o decreto de situação de emergência e estado de calamidade pública, no âmbito do SINPDEC, em decorrência da estiagem.

A medida foi necessária devido aos impactos negativos que a falta de chuvas tem gerado para a agricultura no município e em todo o estado. A avaliação da situação das propriedades rurais afetadas pela severa estiagem, que teve início no fim de outubro, foi realizada com o apoio técnico da EMATER.

O Tenente Ivan Flores e o Coronel Jacob Pinton, da Defesa Civil do Estado, visitaram o Poder Executivo, para alinhar os dados do processo no sistema e encaminharão o decreto ao Governo do Estado, que dará suporte aos agricultores junto às instituições financeiras.

Segundo o levantamento da Emater de Jacuizinho, o cenário de crise que atingiu as culturas de verão na safra 2022/2023 foi mais significativa para a soja, milho, fumo e bovinocultura leiteira. Confira a estimativa de perdas para os principais produtos agropecuários do município:

Cultura/Criação Área plantada (ha) Produtividade esperada Perda (%) Perda em produção Preço (R$) Perdas (R$)
SOJA 18.100 60 sc/ha 25% 271.500 scs 166,00 45.069.000,00
MILHO SILAGEM 200 30 ton/há 50% 3.000.000 kg 0,50 1.500.000,00
FUMO 200 130 arroba/ha 50% 13.000 @ 200,00 2.600.000,00
MILHO SEQUEIRO 250 120 scs/há 75% 22.500 86,00 1.935.000,00
MILHO IRRIGADO 450 200 sc/há 10% 9.000 scs 86,00 774.000,00
BOVINOCULTURA DE LEITE 1000 cabeças 4.000.000 lts 25% 1.000.000 lts 2,25 2.250.000,00
TOTAL           54.128.000,00

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support