Programa de Correção do Solo 2014

20141216_121410

Em 2014, o “Programa Estadual de Correção de Acidez do Solo”, foi um dos programas desenvolvidos com êxito pela secretaria de agricultura de Jacuizinho. A etapa do ano passado iniciou em agosto. Os 100 produtores contemplados tiveram gasto de R$622,00 com calcário e análise de solo.

A FEPAGRO – Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária- foi a responsável por apontar as áreas que realmente necessitavam de fertilização. Ao todo 1,5 toneladas de calcário foram distribuídas pelo programa em Jacuizinho.

Conforme o Secretário de Agricultura de Claudio Antunes Vieira “a correção da acidez do solo é um dos fatores principais para altas produtividades”. Ele salientou a importância do monitoramento feito pela Fepagro, responsável técnica pelo programa. “Se nós simplesmente formos distribuir o calcário sem as práticas de manejo de solo, não haveria o resultado esperado”.

A correção da acidez do solo pode gerar um melhor aproveitamento da água pelas plantas. “A maior parte da água que cai sobre a terra é perdida por escoamento superficial, vai direto para o rio”, observa.

A expectativa é de um aumento de pelo menos 25% na produtividade das culturas produtoras de grãos. Os beneficiários da iniciativa são agricultores e pecuaristas familiares. O programa é financiado com recursos dos cofres estaduais e conta com a parceria das prefeituras.

Entre os benefícios da aplicação do calcário na agricultura estão: a elevação do pH do solo; o fornecimento de nutrientes importantes, como cálcio e magnésio; maior eficiência dos adubos; diminuição dos efeitos tóxicos do alumínio; aumento da atividade biológica do solo e  da liberação de nutrientes, pela decomposição da matéria orgânica.

Elion Prates da Silva
Assessoria de Imprensa